Retrospectiva 2013…rs

Olá, pessoal! Tudo bem?

De repente, me deu saudades de desabafar por aqui. O FB atrapalhou a minha vida de blogueira! rs

Bem, em termos de emagrecimento e construção, que são os assuntos principais desse blog, eu tive um ano bem produtivo.

Apesar de ter engordado uns 3 ou 4 Kg nesse fim de ano, consegui sair da obesidade. Preciso me disciplinar mais, e reforçar mais um pouco a minha autoestima, para seguir em frente rumo a um IMC normal.

Quanto à construção, estou nos “finalmente”. Os detalhes são os piores, acabam com a paciência e com o dinheiro de qualquer um! Até consegui um profissional que, acredito, vai trabalhar lá até terminar tudo. Só preciso organizar as finanças…

Foi um ano de grandes realizações, mas isso me custou afastamento dos amigos, diversão restrita ($) e muito anti-depressivo…hehe!

Tive também uns problemas graves na família. Gente bem próxima foi muito injustiçada, e isso mexeu muito comigo. Além disso, 2 pessoas queridas tiveram complicações na saúde, estão se recuperando, mas ainda sinto muito medo por elas…

Sendo sincera, eu me sinto culpada por estar tão feliz, diante dessas situações. Sei que não deveria, mas é que realmente sou muito abençoada, e não tenho certeza se mereço tanto.

Quando for mudar para a minha casa, vou ter que resolver um outro problema que me aflige, e que não tenho a menor ideia do que fazer. Falo mais sobre isso em outro post.

Em termos gerais, me sinto orgulhosa por ter batalhado tanto, e conseguido tantas coisas boas. Só gostaria que as pessoas ao meu redor tivessem a mesma “sorte”.

Ando me sentindo solitária, mas acho que é a época do ano.

Não é fácil sair da sua zona de conforto e assumir que virou “gente grande”.

Falei coisas totalmente sem sentido, né? Vocês já me conhecem, e sabem que sou assim mesmo…rs

Só passei mesmo para desejar um 2014 cheio de vitórias, e que os humanos se satisfaçam com as coisas belas da vida, que às vezes parecem minúsculas, mas quando ausentes, fazem uma diferença enorme.

Tudo de melhor para todos nós!!!

Grande beijo e fiquem com Deus!

 

Mudança de hábitos

Boa tarde, pessoal! Tudo bem por aqui?

Comigo está tudo bem, graças a Deus.

Aliás, acho que tenho mais inspiração para escrever quando estou triste/deprimida. Tipo aqueles compositores de músicas “melosas” que só se inspiram quando levam pé-na-bunda…hahaha!

Falando em dieta, estou orgulhosa de mim! Tenho mesmo colocado em prática tudo o que aprendi nesse longo processo “iô-iô”.

Um exemplo: quando eu saía e ficava com fome, logo procurava um  fast food. Ontem eu passei por uma situação dessas e sabem o que eu comprei? Um pêssego! Gastei R$ 0,50 e fiquei super bem alimentada (e ainda dizem que fazer dieta sai muito caro).

Foi uma sensação tão boa, de dever cumprido…sem sacrifício algum!

Outra coisa: vejo as pessoas comendo coisas que eu gostava, e não sinto vontade de comer. Recuso e como o que está programado.

Encontrei um “kit anti-colesterol” super interessante, o saquinho vem com 5 porções, separadinhas, prontas para consumir sem engordar (porque é muito fácil abusar das oleaginosas). Muito prático! Quando lembro, carrego na bolsa. Comprei aqui.

Os profissionais têm razão quando dizem que 80% do emagrecimento depende exclusivamente de nós mesmos. Isso é um fato! Estou fazendo dieta desde 02/2012, com acompanhamento desde 04/2012, e só agora resolvi levar esse processo a sério.

Ah, estou sem tomar refrigerantes (light, diet, zero, normal) há quase 02 meses. Nunca fui super fã, mas quando tinha por perto, acabava tomando, pela praticidade.

Sem dúvida, meus hábitos estão muito mais saudáveis.

Mas ainda preciso acertar uma “coisinha”: meu sedentarismo. Continuo colocando obstáculos para me exercitar…mas isso vai mudar, afinal só depende de MIM.

Meus médicos queridos  já me alertaram que eu não vou emagrecer mais se não deixar o sedentarismo de lado.

Eu estou muito gorda ainda! Os blogueiros antigos, que me acompanharam desde o início, sabem que eu comecei a postar com 73 Kg (em 2004), desesperada por ajuda, por nunca ter estado tão “fofa”. Hoje peso 73,8 Kg e me sinto A magra. Que ironia, né? rs

A verdade é que ainda passo por muitas dificuldades por causa do peso: falta de condicionamento, suor excessivo, dores nos joelhos, dificuldades para encontrar roupas, etc. Queria pelo menos sair da “casa” dos 70 Kg, e acho que sou capaz!

Ontem dei uma “geral” no guarda-roupa, e tirei 8 calças que estavam largas: 54, 52, 50 e algumas 48. Estou usando 46 grande ou 48 pequeno. Tenho que dar valor a essa evolução, pois passei mais de 02 anos obesa de verdade!

E vocês, conseguiram mudar seus hábitos?

Me ajudem com sugestões para a próxima postagem.

Espero poder vir sempre aqui dividir as minhas vitórias.

Grande beijo e excelente semana a todos!!!

P.S.: Tenho respondido às perguntas no próprio comentário.

Notícias

Oi, galera! Tudo bem?

Quase 1 ano sem aparecer e sem dar notícias…que blogueira é essa???

Não posso mais prometer que atualizarei sempre o blog, simplesmente porque não consigo cumprir! Me perdoem, adoro dividir meus devaneios com vocês, mas a preguiça impera por aqui!

Estou sempre visitando os blogs de vocês, mas raramente comento também. Me condenem!

Algumas coisas que me perguntam, eu respondo nos próprios comentários.

Ao contrário do que parece, eu continuei a minha luta contra a balança, em passos de tartaruga, é verdade, mas nunca desisti de melhorar.

Emagreci razoavelmente desde a última postagem. Hoje estou com 77,100 Kg, se não me engano, já saí da obesidade, sou “somente” sobrepesada…rs

Quanto aos exames, somente o colesterol continua alto, os outros números baixaram bastante.

Continuo com o tratamento que falei no post anterior, mas não estou mais com a nutri, porque é particular, não consegui “bancar”. Cá entre nós, depois de tantos anos fazendo dietas, eu sei exatamente como agir, só não coloco em prática.

Me dei bem com o Xenical, mas ele só ajuda na absorção de gordura. Nenhum dos remédios que tomo me faz ficar sem vontade de comer.

Ainda não criei vergonha na cara para começar a me exercitar. Todos os profissionais que me acompanham falam que isso é essencial para acelerar meu metabolismo.

Com relação à obra, finalmente entrei na fase de acabamento, mas são tantos detalhes, né? Haja paciência, e principalmente $$$.

O que mais me incomoda, é a falta de mão-de-obra. Minha construção está parada há 2 meses, e só recebo “promessas”, ninguém põe a mão na massa (literalmente). Já passei MUITO estresse com as pessoas que contratei, só não infartei por conta dos N medicamentos que tomo.

A minha maior dificuldade é saber a ordem das etapas. Por exemplo: certa vez, o empreiteiro me disse que eu já podia mandar medir os vidros, quando o vidraceiro chegou lá, falou que as pingadeiras teriam que ser instaladas antes (nem sabia o que era isso…rs).

O encanador foi instalar a banheira, aí falou que tinha que colocar o revestimento primeiro.

O gesseiro também foi cedo demais: precisou esperar o revestimento.

E por aí vai…sempre mal orientada.

Hoje faltam 3 portas para fechar a casa, e eu ainda não mandei medir, porque é preciso aumentar um pouco a porta da lavanderia, pois não passa uma máquina de lavar ali (desde dezembro estou esperando por isso!).

A casa está com o gesso, o revestimento, as soleiras, as pingadeiras, a banheira e as placas solares instaladas, com vidros em todas as janelas (tipo Blindex), as portas de madeira instaladas, exceto dos banheiros, toda a parte elétrica e hidráulica pronta. Falta MUITA coisa ainda!

Eu queria me mudar até dezembro, mas já perdi 2 meses…ai, que raiva!

Bem, é isso…minha “vidinha” está seguindo e estou feliz com as recompensas que tenho recebido.

Um grande beijo em todos, se é que alguém vai aparecer por aqui…rs

E os números?

Olá, pessoas! Tudo bem?

Bem, eu sei que falei que iria colocar em números o meu drama, mas fui verificar na avaliação da nutricionista e vi que não vieram anotadas as medidas. E eu estou com preguiça de medir…rs

Tanto na nutri, quanto na endócrino, a minha altura deu beemm mais que o normal, mas eu sei que não cresci. Na nutri, ela informou que o aparelho dela é muito preciso, mas eu não acredito, pois nunca fui tão alta. Na endócrino, ela falou que eu levantei a cabeça…rs

Bem, vamos aos resultados da bioimpedância:

Altura: 165,5 cm (sempre medi 162 cm)

Peso: 93,5 Kg

Percentual de gordura: 38,7% (alvo 21%)

Peso da gordura corporal: 36,2 Kg (alvo 15,3%)

Peso da massa magra: 57,3 Kg (alvo 57,3 Kg)

Total de água do corpo: 39,9 litros = 42,7% (normal de 45  a 65%)

Não sei se posso confiar nesses números, visto que a altura faz toda a diferença. De qualquer forma, é óbvio que preciso diminuir o percentual de gordura.

Exames:

Glicose: 137 mg/dl (normal: 70 a 99 mg/dl)

Triglicerídeos: 237 mg/dl (normal: até 200 mg/dl)

Colesterol Total: 245 mg/dl (normal: até 239 mg/dl)

Hormônios: taxas normais (preguiça de colocar tudo aqui)

Ah, na endócrino, minha altura deu 167 cm. A comida tem me feito crescer…hahaha! E o peso 92,400 Kg (generosa, né?).

Não sei se emagreci alguma coisa, pois na minha balança os números são totalmente diferentes, mas acho que se isso aconteceu, foram algumas gramas, pois as roupas continuam apertadíssimas. Tenho consulta sábado, aí conto prá vocês!

A nutri me passou uma dieta fácil de seguir, comendo a cada duas horas, tomando um suco manipulado com algumas vitaminas que eu necessito, e uma goma para tirar a ansiedade, mas eu sou sem vergonha e não sigo nada. Isso que me aflige! Eu realmente estou esperando um milagre, não faço nada para melhorar.

A endócrino me pediu mais de 20 exames, e me receitou Xenical. Ainda não tomei, depois conto se funcionou. Essa médica é da Medicina Preventiva que eu comentei anteriormente, do grupo de preparo para a bariátrica.

Comecei a fisioterapia essa semana, mas andei muito na 6ª feira, atrás de coisas para a construção, e estou sentindo dores, Quando faço, alivia bastante, mas a fisio me garantiu que não vou melhorar enquanto não atacar a causa, que segundo ela, não é a obesidade, e sim a depressão. Ela diz que eu me deixei engordar, porque como muito quando estou deprimida, e foi isso que “detonou” meus joelhos. É verdade, mas cansei de fazer terapia, e nesse momento não estou conseguindo bancar mesmo.

Ela me aconselhou a fazer acupuntura, mas meu convênio não cobre. Vou fazer um esforço e pagar, pois ela deu um desconto, mas só depois que terminar a fisio, já que as sessões são diárias.

Bem, tenho novidades da construção, mas conto depois.

Um grande beijo e tenham uma excelente semana!

Como estou me comportando…

Olá, pessoal! Tudo bem?

Como disse na semana passada, iniciei junto com a Van um novo programa de emagrecimento.

Aliás, tenho que registrar aqui que essa minha amiga está me dando uma super força. Se ela não insistisse, provavelmente eu não a acompanharia à Atibaia. E ela tá ficando gatona, gente! Obrigada por tudo, minha linda!

Consegui fazer uma semana “bonitinha” e, consequentemente, eliminei os primeiros quilos de muitos…rs

Adorei a última reunião, pois foi uma palestra de motivação, e eu realmente me motivei!

A anterior, tinha sido sobre nutrição, muito interessante também, mas eu sei muito do que foi dito. Já motivação é algo de que preciso muito nesse momento, como vocês bem sabem.

Mudei algumas coisas para fazer o programa funcionar. Estou priorizando muito mais os alimentos naturais, pois não basta ser pouco calórico, tem que me oferecer algum nutriente. Ainda mais com os inúmeros problemas de saúde que estou passando.

E funcionou: foram 3,300 Kg para o ralo! Iuupiiii!!!

Fui a pessoa que mais eliminou peso no grupo, e por isso ganhei uma cesta de frutas e legumes…AMEI! Recebi muitos aplausos, e depois da reunião várias pessoas vieram me parabenizar e dar alguns “pitacos”…foi fantástico!

A Van vibrou mais que eu, mas a entendo perfeitamente, pois fiquei muito feliz quando a vi reagir e ganhar as batalhas contra o excesso de peso. Muito legal ver os amigos obtendo sucesso!

Minha meta para essa semana era eliminar 1 Kg, mas já percebi que as coisas não andam bem. Estou seguindo tudo como na anterior, mas por algum motivo que desconheço, estou retendo líquidos (não é TPM). Prá vocês terem uma ideia, da última vez que medi minha cintura ela estava com 90cm, hoje deu 102 cm…tem alguma coisa errada, concordam?

Bem, desanimar eu não vou, pois o que posso fazer estou fazendo. Tá, ainda falta a atividade física, mas eu chego lá!

Acho que me engajei na causa novamente, garotas! rs

Meu primeiro objetivo é sair da obesidade. Depois vou voltando a ser uma pessoa magra. Sem pressa, sem muitas cobranças, mas com muita determinação!

De quebra, ainda vou conhecer a gostosíssima da Electra…mal posso esperar!

Mudando de assunto, assistiram o The Biggest Loser ontem? A Ali ficou linda, né? Eu sempre torci pelo Mark, mas foi legal ver uma mulher vencendo…

Só fazendo aquela quantidade de exercícios mesmo, para emagrecer tanto e não ficar com o “tchauzinho” flácido, né?

 

O legal foi que todos emagreceram, mesmo depois que saíram (tenho minha dúvidas com relação ao Paul). O Jay me lembra muito um ex-namorado, dos meus 20 anos, não o físico, mas os gestos…interessante que só descobri isso depois que ele emagreceu (o ex era magrelo). A gente perde a identidade quando engorda, né?

Ele é o da direita, o outro é o Mark

Vamos nos inspirar? Se eles conseguem, nós também conseguimos!!!

Preciso parabenizar a minha amiga Rebs, que saiu dos 3 dígitos. Êbaaaaaa, muito feliz por você!!!

Ah, vou alterar meu peso na reguinha. Vou colocar o do SOS Vida Nova, pois lá nos pesamos depois do almoço, com roupa, e fica difícil eu “deduzir” qual seria o peso na minha balança. Acho melhor assim, por enquanto…

Muitos beijos e obrigada por tudo!!!

Fiquem com Deus!

Notícias do meu Planeta particular…

Oi, galera! Tudo bem?

Acho que a maioria tá curtindo o Carnaval, né?

Eu, particularmente,  não curto muito (é Taty, nasci no País errado…rs), mas gosto da energia das pessoas nessa época.

Prá mim, não tem feriado prolongado…trabalho normalmente. Poderia compensar em outros dias, mas tenho tanta coisa a fazer…

Bem, antes de fazer a postagem da Dieta Coletiva amanhã, decidi vir aqui hoje relatar a minha desastrosa semana.

Depois da pesagem de 2ª feira, fiquei totalmente frustrada. Ai, gente…não gosto de vir aqui ficar me lamentando, até porque meu blog tem fama de baixo astral, mas não sou do tipo que fica “floreando” as coisas só para manter as boas aparências.

Então, tenho que ser extremamente sincera. Que fique claro que esse é o meu propósito aqui, mas por ser o meu espaço, poderia ser diferente.

Bem, mesmo tendo falado diversas vezes que estou ciente que não posso compensar uma frustração comendo, fiz isso pela milionésima vez! Não sei quantas vezes ainda terei que errar, para poder aprender!

Chutei o balde a semana inteira. Não tive ataques compulsivos (depois da medicação, eles ficaram bem mais escassos), mas comi muita coisa desnecessária, ingeri muita caloria vazia.

Claro que, tendo esse comportamento fora do comum, nem quis ficar me pesando diariamente. Mas ontem, por curiosidade, resolvi subir na balança e vi 1,200 Kg a mais na balança.

Ontem, fui ao cinema com a  Rebs, comi pipoca, balinhas, jantei em quantidade maior do que estou acostumada e hoje a balança me mostrou 1,100 Kg a mais, com relação ao peso de ontem.

No frigir dos ovos, voltei ao peso do início do projeto (sem contar a pesagem de amanhã, né?). Puxa, nadei, nadei e morri na praia…

Sinceramente, não tô aguentando mais essa palhaçada!

Sei que tudo depende exclusivamente de mim, mas não estou conseguindo agir, ou reagir. Travei. Desaprendi. Perdi as rédeas da situação.

Queria conseguir traçar um plano de ação e segui-lo à risca, mas não estou conseguindo me focar nisso.

Talvez pelo estresse que venho passando no trabalho, talvez pela dificuldade GIGANTE que tenho em perder peso e facilidade mais gigante ainda em ganhar. Talvez pelo desânimo com relação às atividades físicas. Sei lá, só sei que está muito difícil encontrar uma força de vontade capaz de modificar a minha situação atual.

Assim como não reconheço meu corpo (tenho que me fotografar para acreditar que estou obesa, e não mais gordinha), não reconheço também essa pessoa “acomodada”, que mesmo ouvindo de 04 médicos diferentes que precisa emagrecer, continua num lenga-lenga sem tamanho, sem nada fazer para voltar a ser saudável.

A única decisão que tomei, foi continuar no projeto, já que não é tão rígido, e creio eu, não serei “crucificada”. Para isso, a partir de amanhã voltarei a me alimentar como antes, e me pesarei diariamente, divulgando meu peso aqui, sendo que só colocarei na tabela oficial o peso semanal (2ª feira).

Me pesar diariamente é uma maneira de me controlar, pois terei vergonha de postar pesos maiores aqui. Nunca fui neurótica pela balança, pelo contrário, ela nunca foi muito minha amiga, por isso “esquecia” de me pesar (risos), e isso já me prejudicou muito, muitas vezes.

Conto com a compreensão e ajuda de todos vocês.

Ah, prá quem me perguntou como me “seguir”, é só clicar em “Sign me up!” lá no final do blog. Não sei direito como isso funciona, mas uma pessoa me disse que recebe as minhas postagens por e-mail. Não sigo ninguém, mas acompanho todos que estão nos meus links…mesmo não comentando frequentemente, sempre visito TODOS.

Um beijo e tenham uma semana abençoada!

Roubei da Déa...faz tempoooo! rs

 

P.S.1:  Tenho estado muito pessimista, triste, mal humorada. Morrendo de medo da depressão voltar. Tenho a sensação que terei uma espada (a doença) apontada para o meu coração, para o resto da vida. Isso me deixa extremamente ansiosa.

P.S.2:  A propósito, também tenho o meu lado Devassa…kkkkkkkkkk

A crise de abstinência

Olá, pessoal…tudo bem?

Passei prá falar um pouquinho sobre o meu tratamento “natureba”…rs

Estou tomando vários remédios de sabor desagradável, mas já até acostumei!

Meu peso só oscila prá cima, é impressionante e desmotivador.  Segunda-feira estava pesando 78,3 Kg. Lembro que comecei o primeiro blog com 73 Kg e isso já era muito prá mim, então imaginem o meu desespero.

Tenho percebido que voltei a sentir muita vontade de comer, principalmente doces e carboidratos em geral…

Da última vez que fui ao médico, combinamos que eu entraria em contato com  ele, caso tivesse alguma crise compulsiva. A ideia era ligar antes/durante a ocorrência, mas eu não fiz isso. Porém, hoje decidi escrever um e-mail (gigante) contando sobre essa minha louca vontade de ingerir carboidratos.

Assim que leu o meu e-mail, ele me ligou dizendo ter lido o meu “desabafo”. Ficamos quase meia hora conversando e ele mais uma vez ressaltou a abstinência que estou sofrendo por ter abandonado o anticoncepcional e também o anti-compulsivo. Disse que vou ter que ter muita paciência até que meu organismo se acostume a ficar sem as drogas. Comparou ao tratamento de uma pessoa que deixa de fumar e o organismo demora a se livrar do vício. O doutor me deixou mais calma, confesso que fiquei muito feliz com esse cuidado dele, com essa atenção imediata. Estava tão acostumada aos médicos não acreditarem nos meus relatos…

Sei que alguns de vocês podem achar que estou tentando encontrar uma desculpa por estar tão acima do peso, mas não é isso, viu gente? Tanto que, na última postagem relatei que estava com uma alimentação muito boa e mesmo assim continuava engordando. Agora digo que, estou preocupada porque estou sentindo mesmo necessidade de comer mais carboidratos (principalmente doces). Mas não é fome não, é vontade de comer mesmo. Ou seja, A CULPA É TODA MINHA!

O doutor disse que, se eu conseguisse esperar 45 segundos, eu já não pensaria mais na comida. É um exercício a ser colocado em prática…

Falou também prá eu tentar tirar pelo menos uma semana de férias, pois o estresse influencia diretamente no meu tratamento.

Perguntei a ele sobre a Caralluma e ele disse ser eficiente sim, mas nos meus inúmeros medicamentos já tem substâncias similares, portanto ainda não é hora de experimentar isso.

Amanhã chegam outros medicamentos que eu tinha encomendado numa farmácia de manipulação. Esses são para substituir os anti-depressivos (ansiolíticos/anti-compulsivos) e talvez com eles eu consiga me controlar mais.

Esse é um processo doloroso e demorado, mas como disse o médico, “estamos obtendo resultados positivos, mas ainda não são satisfatórios”.

Consigo reconhecer as melhorias, como um sono mais revigorante, mais disposição ao acordar, intestinos funcionando verdadeiramente…

Não posso perder as esperanças, pois nada como se sentir desintoxicada. Sei que estou no caminho certo, mas a ansiedade impera em alguns momentos.

Mudando de assunto, estou como a maioria das blogueiras: numa correria sem tamanho!

Prá completar tudo, meus pais terão que fazer uma viagem de emergência, pois meu avô está muito doente. Passarei as festas de fim de ano sem eles e ainda tendo que cozinhar, lavar, passar…

Nessas horas fico até feliz por terem atrasado a entrega das calhas e a minha obra estar parada…não sei o que seria de mim sem a ajuda que meus pais me dão por lá.

Bem, vou ficando por aqui e espero poder voltar logo!

Um grande beijo aos poucos que ainda me acompanham. Fiquem com Deus!