Alguém sabe como plantar uma árvore de dinheiro???

Olá,  meu povo! Tudo bem com vocês?

Ai, gente…preciso desabafar!

Como vocês já sabem, pretendia mudar para a minha casa até junho desse ano.

Bem, nesse início de 2.014, passei de um estado de extrema euforia, para uma depressão, que estou lutando para não se apossar da minha vida…

Hoje fui em lugares que todos que constroem/reformam costumam frequentar. Era prá ser uma fase deliciosa. Desde que comecei a construir (03/2010), sonho com a escolha dos acabamentos. Estou na fase dos “detalhes do acabamento”.

Achei que ia curtir muito, mas me decepcionei. Gente, é tudo muito caro!!! Tampa do vaso sanitário, varal, tanque, luminárias, etc…e os “detalhezinhos inhos” são piores!

Conclusão: só ganhando na megasena poderei mudar esse ano (pelo menos, eu jogo). Por mais que eu aperte daqui, aperte dali, meu dinheiro (ou meu crédito) não vai dar!Estou frustrada, pois já tinha pensado em mudar sem a churrasqueira, sem os móveis dos 2 quartinhos, sem o meu closet…mas tem coisa que não dá prá deixar prá trás, né? Não dá prá improvisar muito, vocês sabem melhor que eu!

Eu estava tão confiante, tão orgulhosa. Hoje caí na real, e infelizmente, esse vai ser mais um ano em que ficarei na casa de papai e mamãe.

Como sou cheia de problemas de saúde, às vezes penso que vou morrer antes de me mudar (ai, que drama!).

Estou triste. Quatro anos construindo, e ainda não vou realizar meu grande sonho.

Cansada de ter sempre que esperar para ser feliz.

Ah, e claro que continuo engordando. Sou uma burra, além de tudo!

A autoestima, que sempre foi baixa, está pior ainda, pois não posso comprar roupas, sapatos, maquiagens, etc… por conta da construção.

Estou me sentindo carente. Queria ser notada (não muito, tá? rs). Queria conseguir me apaixonar. Queria voltar a acreditar nos homens…

O que isso tem a ver, criatura???

Tudo junto e misturado mesmo!

Acho que quando nos frustramos com algo que  mantemos como prioridade, todas as outras “frustrações” vêm à tona, né?

Sei lá, sei que sou abençoada e me sinto mal por vir aqui me lamentar, mas essa é a minha realidade hoje…

Por favor, preciso muito de orações. Me ajudem?

Continuo acompanhando todos, mas não tenho “ânimo” para comentar. Me perdoem, ok?

Espero que eu esteja enganada, e que minha próxima postagem seja diretamente da casinha (e que seja esse ano ainda…rs).

Ah, antes que me perguntem, nunca fui diagnosticada com transtorno bipolar, somente com transtorno alimentar e depressão moderada.

Esqueçam o meu desânimo. Isso não agrega valor ao meu camarote. rsrs

Muito obrigada pela torcida. Vocês são muito importantes prá mim!

Beijos e excelente semana!!!

A ociosidade de quem luta pelo seu “cantinho”

Olá, meus leitores fiéis! rs

Espero que 2.014 tenha se iniciado cheio de boas perspectivas.

Tenho me sentido TÃO ansiosa, que os medicamentos não estão fazendo mais efeito. Só não paro de tomar porque o meu psiquiatra disse que isso poderia ser muito prejudicial. De qualquer forma, já está na hora de andar com as próprias pernas.

Ai, gente…quero terminar logo a minha casa! Tudo está se encaminhando para isso, tenho feito tudo o que é necessário, mas não consigo controlar a ansiedade.

O pior de tudo é que, para variar, continuo me “confortando” com a comida. Acreditam que passei dos 70 Kg novamente? Isso faz com que eu me sinta uma fracassada…

Bem, iniciei esse post com o propósito de descrever o que uma pessoa que está construindo/reformando faz em seu tempo “ocioso”. Vamos lá:

– Quando está na internet fica lendo blogs/sites sobre construção/decoração ou pesquisando materiais que podem ser utilizados em sua obra.

– Programas preferidos na tv: “Design divino”, “Irmãos à obra”, “Reforma relâmpago”, “Cada coisa em seu lugar”, etc…

– Quando decide ler, escolhe diversas revistas sobre o assunto.

– Resolve sair para passear: se vai ao shopping, procura lojas de decoração;  se não tem lugar para ir, acaba nas lojas Telha Norte/Leroy Merlin/C&C/Di Cico e fica extasiada com tantas “novidades”. Com direito a fotos dos itens preferidos…rs

– Quando vai conversar com os amigos, pergunta sobre tudo o que foi feito em sua casa ou apartamento. E o ápice do bate-papo costuma ser o momento em que pode demonstrar seus conhecimentos na área…hahaha!

– Resolve fazer uma ligação, e procura em sua agenda alguma prioridade entre: xxx pintor, xxx encanador, xxx eletricista, xxx vidraceiro, xxx serralheiro, xxx marceneiro, entre outros.

No meu caso, tudo isso acompanhado de guloseimas, tentando “aplacar” a ansiedade.

Sei que parece exagero, mas juro que não é! Essa é a minha vida atualmente.

E até sinto prazer nisso tudo, mas já estou há 3 anos nessa “luta”, quero usufruir logo de tudo que consegui fazer.

Meu Deus esse período tem que acabar logo, senão vou ficar mais louca (e gorda) do que já sou!

A propósito, alguém pode me indicar um forno de embutir? Não tenho muita ideia de qual modelo vou comprar…rsrs

Beijos e uma excelente semana!!!

Boa noite! Tudo bem, amigos?

Sabem que é até legal essa fase de “anonimato” do blog?  Fico mais à vontade para falar “abobrinhas”…rs

Bem, hoje farei um “pequeno” desabafo.  Se não quer ouvir lamentações, feche essa página imediatamente! rs

Acho que estou vivendo a crise dos “enta”. Tenho tanta urgência de viver, de conseguir realizar sonhos, de ser feliz, que isso está me atrapalhando.

Agora que estou na reta final da construção da minha casa, estou muito eufórica, mas passo facilmente desse estado para a melancolia. Pareço bipolar, sendo que não fico agressiva, só “doidinha”…rsrs

Eu brinco, mas a coisa é séria. Esses altos e baixos refletem diretamente no meu físico, não só na aparência horrorosa, mas também na saúde, claro!

Fico muito feliz, como muito e engordo. Fico muito triste, como muito e engordo. Me sinto tão idiota!

Sinto que não me esforço o bastante para ficar bem, e minha autoestima que já tem tendência a ser baixa, piora cada vez mais!

É triste admitir que a obesidade é outra doença crônica, ou seja, terei que tratar  pro resto da vida.

Já tenho que cuidar da hipertensão, diabetes e depressão, que também não têm cura, me frustra ter que me limitar tanto, tendo tão pouca idade (acho).

Não gosto de ficar me lamentando, afinal sou uma pessoa TÃO abençoada. Sempre consigo tudo o que eu quero, mesmo que tenha que me esforçar um pouquinho mais.

Mas às vezes cansa, sabem? Parece que não mereço ter uma vida normal (perceberam a ambiguidade das minhas palavras?).

Tenho medo de ir morar sozinha, e acabar me isolando do resto do mundo.

Ter vergonha de sair, de me divertir por conta da aparência física. Achar que não mereço realizar mais nenhum sonho. Ter vergonha de mostrar como realmente sou.

Às vezes me bate um pessimismo. Lembro de coisas ruins que me aconteceram e me questiono o que fiz de errado para essas coisas acontecerem…

Tive uma semana conturbada, acho que por isso estou com esse “aperto no peito”.

Gente, vou parar de escrever, pois já estou me sentindo uma “coitadinha”, e definitivamente, o papel de vítima não combina comigo!

Tenho consulta com o psiquiatra somente dia 02/10…vou conversar com ele sobre esses extremos.

Peço que me perdoem pela energia pesada. Quem me conhece sabe que não sou assim.

Desejo uma excelente semana a todos!!!

Beijos e obrigada por me aguentarem!

Notícias

Oi, galera! Tudo bem?

Quase 1 ano sem aparecer e sem dar notícias…que blogueira é essa???

Não posso mais prometer que atualizarei sempre o blog, simplesmente porque não consigo cumprir! Me perdoem, adoro dividir meus devaneios com vocês, mas a preguiça impera por aqui!

Estou sempre visitando os blogs de vocês, mas raramente comento também. Me condenem!

Algumas coisas que me perguntam, eu respondo nos próprios comentários.

Ao contrário do que parece, eu continuei a minha luta contra a balança, em passos de tartaruga, é verdade, mas nunca desisti de melhorar.

Emagreci razoavelmente desde a última postagem. Hoje estou com 77,100 Kg, se não me engano, já saí da obesidade, sou “somente” sobrepesada…rs

Quanto aos exames, somente o colesterol continua alto, os outros números baixaram bastante.

Continuo com o tratamento que falei no post anterior, mas não estou mais com a nutri, porque é particular, não consegui “bancar”. Cá entre nós, depois de tantos anos fazendo dietas, eu sei exatamente como agir, só não coloco em prática.

Me dei bem com o Xenical, mas ele só ajuda na absorção de gordura. Nenhum dos remédios que tomo me faz ficar sem vontade de comer.

Ainda não criei vergonha na cara para começar a me exercitar. Todos os profissionais que me acompanham falam que isso é essencial para acelerar meu metabolismo.

Com relação à obra, finalmente entrei na fase de acabamento, mas são tantos detalhes, né? Haja paciência, e principalmente $$$.

O que mais me incomoda, é a falta de mão-de-obra. Minha construção está parada há 2 meses, e só recebo “promessas”, ninguém põe a mão na massa (literalmente). Já passei MUITO estresse com as pessoas que contratei, só não infartei por conta dos N medicamentos que tomo.

A minha maior dificuldade é saber a ordem das etapas. Por exemplo: certa vez, o empreiteiro me disse que eu já podia mandar medir os vidros, quando o vidraceiro chegou lá, falou que as pingadeiras teriam que ser instaladas antes (nem sabia o que era isso…rs).

O encanador foi instalar a banheira, aí falou que tinha que colocar o revestimento primeiro.

O gesseiro também foi cedo demais: precisou esperar o revestimento.

E por aí vai…sempre mal orientada.

Hoje faltam 3 portas para fechar a casa, e eu ainda não mandei medir, porque é preciso aumentar um pouco a porta da lavanderia, pois não passa uma máquina de lavar ali (desde dezembro estou esperando por isso!).

A casa está com o gesso, o revestimento, as soleiras, as pingadeiras, a banheira e as placas solares instaladas, com vidros em todas as janelas (tipo Blindex), as portas de madeira instaladas, exceto dos banheiros, toda a parte elétrica e hidráulica pronta. Falta MUITA coisa ainda!

Eu queria me mudar até dezembro, mas já perdi 2 meses…ai, que raiva!

Bem, é isso…minha “vidinha” está seguindo e estou feliz com as recompensas que tenho recebido.

Um grande beijo em todos, se é que alguém vai aparecer por aqui…rs

Aparecendo…

Olá, galera. Tudo bem?

Mudei de blog porque queria unir os dois, mas acabei deixando tudo desatualizado, peço desculpas!

Se disser que fiquei sem postar por falta de tempo, estarei mentindo. Na verdade, sinto uma preguiçaaaaaa. Trabalho o dia inteiro e à noite só penso em descansar (por que acham que sou obesa???).

Tenho acompanhado todos os blogs, mas raramente deixo comentários.

Ai, não estou fazendo dieta, nem atividades físicas. Não sei quanto estou pesando, mas sei que engordei, e muito! Vergonha de dizer isso, mas de comer não tenho, né?

Tinha programado retomar a obra esse mês, mas acho que não vai dar (hoje já é dia 20, né?).

Estou  passando  por uma fase bem difícil. Não sei como minha vida ficará daqui por diante. Gosto de estabilidade, e perder a minha “segurança” tem me deixado muito desanimada.

Só postei mesmo prá dizer que estou viva.

Não sei quando volto, mas não se preocupem: vaso ruim não quebra! rs

Me encontrem no FB.

Beijos e tudo de bom!!!

 

P.S. : Fiquei muito tempo sem mexer no wordpress, agora não consigo configurar nada! Me perdoem pela ‘estética’ do post…

 

Como estou me comportando…

Olá, pessoal! Tudo bem?

Como disse na semana passada, iniciei junto com a Van um novo programa de emagrecimento.

Aliás, tenho que registrar aqui que essa minha amiga está me dando uma super força. Se ela não insistisse, provavelmente eu não a acompanharia à Atibaia. E ela tá ficando gatona, gente! Obrigada por tudo, minha linda!

Consegui fazer uma semana “bonitinha” e, consequentemente, eliminei os primeiros quilos de muitos…rs

Adorei a última reunião, pois foi uma palestra de motivação, e eu realmente me motivei!

A anterior, tinha sido sobre nutrição, muito interessante também, mas eu sei muito do que foi dito. Já motivação é algo de que preciso muito nesse momento, como vocês bem sabem.

Mudei algumas coisas para fazer o programa funcionar. Estou priorizando muito mais os alimentos naturais, pois não basta ser pouco calórico, tem que me oferecer algum nutriente. Ainda mais com os inúmeros problemas de saúde que estou passando.

E funcionou: foram 3,300 Kg para o ralo! Iuupiiii!!!

Fui a pessoa que mais eliminou peso no grupo, e por isso ganhei uma cesta de frutas e legumes…AMEI! Recebi muitos aplausos, e depois da reunião várias pessoas vieram me parabenizar e dar alguns “pitacos”…foi fantástico!

A Van vibrou mais que eu, mas a entendo perfeitamente, pois fiquei muito feliz quando a vi reagir e ganhar as batalhas contra o excesso de peso. Muito legal ver os amigos obtendo sucesso!

Minha meta para essa semana era eliminar 1 Kg, mas já percebi que as coisas não andam bem. Estou seguindo tudo como na anterior, mas por algum motivo que desconheço, estou retendo líquidos (não é TPM). Prá vocês terem uma ideia, da última vez que medi minha cintura ela estava com 90cm, hoje deu 102 cm…tem alguma coisa errada, concordam?

Bem, desanimar eu não vou, pois o que posso fazer estou fazendo. Tá, ainda falta a atividade física, mas eu chego lá!

Acho que me engajei na causa novamente, garotas! rs

Meu primeiro objetivo é sair da obesidade. Depois vou voltando a ser uma pessoa magra. Sem pressa, sem muitas cobranças, mas com muita determinação!

De quebra, ainda vou conhecer a gostosíssima da Electra…mal posso esperar!

Mudando de assunto, assistiram o The Biggest Loser ontem? A Ali ficou linda, né? Eu sempre torci pelo Mark, mas foi legal ver uma mulher vencendo…

Só fazendo aquela quantidade de exercícios mesmo, para emagrecer tanto e não ficar com o “tchauzinho” flácido, né?

 

O legal foi que todos emagreceram, mesmo depois que saíram (tenho minha dúvidas com relação ao Paul). O Jay me lembra muito um ex-namorado, dos meus 20 anos, não o físico, mas os gestos…interessante que só descobri isso depois que ele emagreceu (o ex era magrelo). A gente perde a identidade quando engorda, né?

Ele é o da direita, o outro é o Mark

Vamos nos inspirar? Se eles conseguem, nós também conseguimos!!!

Preciso parabenizar a minha amiga Rebs, que saiu dos 3 dígitos. Êbaaaaaa, muito feliz por você!!!

Ah, vou alterar meu peso na reguinha. Vou colocar o do SOS Vida Nova, pois lá nos pesamos depois do almoço, com roupa, e fica difícil eu “deduzir” qual seria o peso na minha balança. Acho melhor assim, por enquanto…

Muitos beijos e obrigada por tudo!!!

Fiquem com Deus!

Só um registro da fase ruim

Bem, há um tempo atrás, eu postei aqui como me sentia aos 81 Kg. Estou com preguiça de colocar o link, mas se alguém se interessar, depois eu passo…rs

Nesse momento, meu peso já excede isso, e claro, novos “tormentos” apareceram.

Resolvi fazer esse post, acrescentando algumas coisas que passei nos últimos dias, e que não me agradaram nem um pouco.

Na verdade, sei que essa situação vai mudar, mas preciso registrar tudo para não esquecer e “descambar” novamente.

Eu nunca tive pernas grossas, elas só ficam assim quando estou gorda. Como nunca estive tão gorda como agora, as pernas estão bem maiores.

Dia desses, fui colocar a minha bota favorita e pela primeira vez o zíper dela não fechou. Me deu um desespero! Como assim, uma pessoa de pernas finas como eu não conseguir colocar uma bota? Pois é, eu também passei por isso.

Num outro episódio, estava preparada para ir à Brasilplast. Não tenho muitas roupas para sair, já que as minhas não me servem e não tenho “verba” para comprar novas. Por isso, sempre opto pelas leggings. No dia da feira, não tinha nenhuma delas disponível, por isso resolvi ir com uma calça jeans que tinha comprado na semana anterior. Minha mãe que comprou prá mim, pois eu raramente saio, prá não me expor mesmo, mas eu experimentei antes e ela servia. Duas horas antes do evento, fui me arrumar e a calça NÃO serviu. A coitada da minha mãe teve que ir correndo trocá-la por um número maior (48), e mesmo assim não estava confortável. Ainda tive que ir com a barra dobrada, pois sou baixinha e números maiores exigem que eu corte as calças. Sensação horrível, autoestima baixíssima.

Uma das coisas que mais me incomodam com esse peso, é o fato de todas as roupas íntimas me machucarem. Vivo cheia de marcas e com dores nos locais machucados. Fora as assaduras nos seios (mesmo no frio). Fazia tempo que não “perdia” sutiãs, mas agora uso tamanho 50, e nem todos servem!

Sapatos perdi aos montes: primeiro usava 36, depois 37…agora, às vezes tenho que comprar 38. E a maioria machuca meus pés. Não é fácil!

Sinto dores fortíssimas nas costas.

Acho que é isso!

Nunca mais quero passar por algo parecido, acho que aprendi a lição…