Boa noite! Tudo bem, amigos?

Sabem que é até legal essa fase de “anonimato” do blog?  Fico mais à vontade para falar “abobrinhas”…rs

Bem, hoje farei um “pequeno” desabafo.  Se não quer ouvir lamentações, feche essa página imediatamente! rs

Acho que estou vivendo a crise dos “enta”. Tenho tanta urgência de viver, de conseguir realizar sonhos, de ser feliz, que isso está me atrapalhando.

Agora que estou na reta final da construção da minha casa, estou muito eufórica, mas passo facilmente desse estado para a melancolia. Pareço bipolar, sendo que não fico agressiva, só “doidinha”…rsrs

Eu brinco, mas a coisa é séria. Esses altos e baixos refletem diretamente no meu físico, não só na aparência horrorosa, mas também na saúde, claro!

Fico muito feliz, como muito e engordo. Fico muito triste, como muito e engordo. Me sinto tão idiota!

Sinto que não me esforço o bastante para ficar bem, e minha autoestima que já tem tendência a ser baixa, piora cada vez mais!

É triste admitir que a obesidade é outra doença crônica, ou seja, terei que tratar  pro resto da vida.

Já tenho que cuidar da hipertensão, diabetes e depressão, que também não têm cura, me frustra ter que me limitar tanto, tendo tão pouca idade (acho).

Não gosto de ficar me lamentando, afinal sou uma pessoa TÃO abençoada. Sempre consigo tudo o que eu quero, mesmo que tenha que me esforçar um pouquinho mais.

Mas às vezes cansa, sabem? Parece que não mereço ter uma vida normal (perceberam a ambiguidade das minhas palavras?).

Tenho medo de ir morar sozinha, e acabar me isolando do resto do mundo.

Ter vergonha de sair, de me divertir por conta da aparência física. Achar que não mereço realizar mais nenhum sonho. Ter vergonha de mostrar como realmente sou.

Às vezes me bate um pessimismo. Lembro de coisas ruins que me aconteceram e me questiono o que fiz de errado para essas coisas acontecerem…

Tive uma semana conturbada, acho que por isso estou com esse “aperto no peito”.

Gente, vou parar de escrever, pois já estou me sentindo uma “coitadinha”, e definitivamente, o papel de vítima não combina comigo!

Tenho consulta com o psiquiatra somente dia 02/10…vou conversar com ele sobre esses extremos.

Peço que me perdoem pela energia pesada. Quem me conhece sabe que não sou assim.

Desejo uma excelente semana a todos!!!

Beijos e obrigada por me aguentarem!

Anúncios

6 comentários sobre “

  1. Oi, Paty.
    Quanto tempo se passou!!!
    Eu tinha um blog sobre emagrecimento e foi assim q t conheci. Fico feliz em saber que vc não desistiu. Q bom! Com todas as dificuldades e tentativas vc continua na luta. Parabéns!
    Pois é: eu consegui eliminar 20kg e sumi. Mas agora ando oscilando 2 a 3kg a mais e resolvi voltar à dieta e estabeleci nova meta. Quero eliminar não só os 3, mas o dobro. É recomeçar tudo de novo. Comecei novo blog, estou tentando novas receitas e etc
    Mas não é sobre mim que quero falar. É sobre vc.
    Vc já é uma vencedora. Quantas conquistas! Até o sonho da casa própria vc está realizando! Então, menina, não fica lamentando. Claro q tem dias q a gente está bem e outros nem tanto. Mas não desanima, não. Altos e baixos ocorre com todo mundo. O legal é que vc sente q está precisando de ajuda e corre em busca de ajuda. Mt bem!
    Mas qdo vc estiver na sua casa, não pense q ficará sozinha. Pense em projetos q t seduzam, q t façam bem tipo estudar pela net, fazer buscas de assuntos q t interessam, fazer uma hortinha, ler… e o principal: adote um animalzinho (se é que já não tem). Isso faz uma diferença enooooorme, viu?
    Fik com Deus.
    Um beijo enorme no seu coração.
    Paz e luz!

  2. Li os 2 últimos posts hoje e te entendo perfeitamente. e sabe o que eu acho? que vc deve mesmo ser bipolar (então devia tratar isso e não a depressão)…..eu sou assim… na maior parte do tempo vivo sem animo, sem perspectiva, pra baixo e isolada, as vezes tenho uns picos de ALTO ASTRAL, que passa bem rápido…e ate nos meus momentos UP sempre tem comida…é realmente muito difícil…não fica assim nao. Ter uma casa é uma dadiva e sua casa é linda, com muito potencial. E quando vc estiver nela…convide bastante os amigos, a família, algum amigo(a) do serviço e faça amizade com os vizinhos…não se isole…bjo Kel

  3. Oi Roberta, quanto tempo…
    Olha, depressão é doença mesmo, e precisa ser cuidada de perto, viu?! Mas enquanto você não consegue ir ao médico, por mais que seja difícil, tente se alimentar bem (quem sabe tentar fazer o suco de luz?!) e sair pra caminhar, não se isolar… tudo o que a doença não “deixa” a gente fazer. O mais importante é não se entregar! E infelizmente, como toda doença crônica, às vezes ficamos bem, às vezes mal… mas tudo passa! Você já está realizando seus sonhos… isso já é uma vitória enorme. E com o tempo, tudo o que você quer, você irá conseguir…

    Um abraço bem apertado!

  4. Voce acredita em Deus? Eu acredito e nestes momentos busque a paz, acredite que ele tem um futuro muito lindo para voce

    • Acredito muito! Acho que é isso o que me mantém mais equilibrada, e nem posso reclamar da minha vida mesmo…
      O problema é que depressão é uma doença, não depende somente da minha fé, infelizmente.

      Beijos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s